28 de nov de 2015

Onda de boatos sobre a barragem da Mirabela causa pânico na região


Tem se visto com frequência, a quantidade de noticias falsas que são espalhadas e veiculadas a cada momento nas redes sociais sobre o desastre ocorrido na Barragem de Rejeitos da Mineradora Samarco, em Mariana-MG. Uma delas dava certeza que a lama que atingiu o mar no estado do Espírito Santo já estava em Alcobaça, no Sul da Bahia, e que em breve chegaria as praias de Ilhéus e Itacaré. O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA) da Bahia classificou como nula a possibilidade deste acontecimento.

Pegando carona no sensacionalismo, alguns blogs da região, divulgaram recentemente que a empresa responsável pelo “monitoramento” da Barragem da Mirabela teria suspendido as atividades sem dá explicações e “que o fato acendia um alerta a comunidade regional”. A reportagem do GIRO entrou em contato com o setor de comunicação da Mirabela e fomos informados que a empresa que, atualmente realiza os serviços de barragem, não tem ligação alguma com o setor de segurança, apenas presta serviços na área de “alteamento da barragem”, obra que já vem sendo realizada há cerca de um ano. Quanto a paralisação, o setor de Comunicação da Mineradora explica. - O fato de a empresa terceirizada dar recesso para os funcionários dela não tem nenhuma ligação com segurança da barragem ou qualquer outra especulação. É apenas uma forma de reduzir custos, dado pelo fato das obras já estarem em um estágio que não apresenta nenhum risco -.

Já na região de Ubaitaba e Itacaré, blogs teriam divulgado uma matéria com o seguinte título. “Risco da barragem de Itagibá ceder é igual a da Samarco”. Essa informação causou grande preocupação nos moradores da região, principalmente Itacaré, o que teria provocado o cancelamento de reservas em várias pousadas. O assunto chegou a ser tema de um programa na rádio local. A assessoria de comunicação da Mirabela afirma que a barragem localizada no município de Itagibá, distante a cerca de 1km do Rio de Contas, possui um nível de segurança diferente da Samarco. - A barragem da Mirabela não tem o mesmo nível de segurança da barragem de Mariana. Esse índice é medido em uma escala de fator que vai de 0 a 4. A barragem de Mariana tem um fator de segurança em 1,22 e 1,32 respectivamente. A barragem da Mirabela tem fator de segurança 3. Sendo que o índice mínimo de segurança aceitável é de 1,5, - disse o assessor de comunicação da mineradora, Arthur Costa, em um perfil na rede social. 

Através de contato telefônico, a reportagem do GIRO foi informada que a direção da empresa multinacional está preparando uma audiência com uma comissão formada que irá tirar todas as dúvidas quanto a segurança da Barragem de Rejeitos da Mirabela. A reunião com representantes de alguns setores da comunidade deve acontecer nos próximos dias em Ipiaú. Em tempo, a comunidade regional aguarda as mais explicações da Mineradora sobre os riscos da sua barragem. (Giro em Ipiaú)

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More