14 de abr de 2016

Depois de 4 anos do crime, lavradora confessa ter matado filho e queimado corpo


Uma lavradora de 52 anos confessou a polícia que matou o próprio filho de 24 anos em Terra Roxa, no interior de São Paulo. De acordo com informações do ‘G1’, a mulher confessou que matou o filho porque era constantemente estuprada por ele e que após matá-lo, ela queimou os ossos e enterrou os restos mortais no quintal de casa. Aos familiares, a mulher justificou o desaparecimento do filho dizendo que ele estava viajando. Investigadores foram enviados ao local, onde encontraram fragmentos de ossos, dois dentes humanos e pedaços de roupas que o rapaz usava no momento do crime. O material foi encaminhado para perícia. Em depoimento, a mulher contou que matou o filho com uma facada no pescoço dentro do banheiro, em uma das tentativas de estupros. O corpo foi enrolado em um cobertor e enterrado no quintal da casa. Três meses depois, entretanto, a lavradora desenterrou e queimou os ossos do rapaz. A alegou ainda que o filho era usuário de drogas.  Ela contou ainda que o crime aconteceu em maio de 2012. Após prestar depoimento, a lavradora foi liberada porque não houve flagrante do crime. A polícia aguarda o resultado da perícia nos restos mortais encontrados para dar continuidade às investigações.

(Correio)

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More